10 dicas para controlar as finanças da sua empresa

Controlar as finanças é fundamental para a sua empresa. Por isso, separamos algumas dicas para você encontrar soluções inovadoras e não ter problemas no gerenciamento de seu negócio. Entenda como esse controle pode ser menos complicado do que aparenta ser. 

 

1. Planejamento

Para ter um bom controle, a primeira dica é ter um bom planejamento de tudo o que você fará na sua empresa. Crie uma cultura do planejamento e também o hábito de envolver várias pessoas da empresa neste processo, pois isso auxilia em termos de uma visão realista da empresa, sendo possível alinhar ideias e os próximos passos.

 

2. Ajuda de consultor

Fazer tudo sozinho não é o mais indicado, por isso, um consultor financeiro ajudará no gerenciamento de suas finanças, apontando como as características de seu negócio indicarão os melhores planos de investimento.

 

3. Conta bancária separada da pessoal

Utilizar a mesma conta bancária para a empresa e para os gastos pessoais pode prejudicar a saúde financeira de sua empresa, você perde o controle de ambas, desta forma, o mais indicado são contas separadas, essa é uma forma simples para controlar suas finanças.

 

4. Definir orçamento

Depois de planejar é preciso passar todas essas ideias para números, faça um orçamento, com estimativas, valores reais ou mais próximos possíveis da realidade econômica de sua empresa. Se possível, faça avaliações de acordo com o histórico e com a análise de fluxo de caixa de sua empresa, isso ajuda você a saber onde estarão suas saídas e entradas de valores, ajudando a definir quais os passos mais importantes.

 

5. Faça análises

Analise os dados que você planejou, suas previsões e o histórico com o que realmente aconteceu no decorrer de um determinado período. Dessa forma, você poderá fazer comparações claras e objetivas, aumentando a sua criticidade com as finanças da empresa.

 

6. Corte gastos desnecessários

Tudo aquilo que não for essencial para a sobrevivência de sua empresa, pode ser eliminado. Corte gastos supérfluos e garanta um fluxo de caixa mais equilibrado.

 

7. Tenha os dados na ponta da caneta

Todos os gastos devem estar registrados da forma mais organizada possível, só assim você poderá analisar todos os aspectos e entender, caso necessário, onde está tendo quebra, pois caso não tenha nenhum registro, ficará impossível entender o que você está fazendo de errado ou onde está pecando.

 

8. Pagamentos em dia

Se você tiver todas as suas contas registradas, ficará fácil controlar os dias do pagamento de todas as contas, evitando dores de cabeça por juros ou suspensão de serviços. Se tiver esse controle dos pagamentos, você também saberá quais contas pode pagar antecipadamente e até mesmo com descontos.

 

9. Negocie com credores

Se o fluxo de caixa mostrar que talvez você não tenha condições de pagar todas as dívidas, você pode tentar negociar prazos com aqueles mais flexíveis, isso evita empréstimos ou um maior endividamento de sua empresa, mas isso será possível se você tiver o controle de todos os seus gastos, por isso a importância de se manter organizado.

 

10. Organização

Isso é primordial, como você viu nas dicas acima, para conseguir ter todo o controle e conseguir realizar as etapas anteriores, é preciso organização. Quanto mais detalhados os seus registros, mais fácil é analisar a real situação da sua empresa, ajudando a entender como alterar estratégias, onde cortar gastos, e isso é fundamental para a saúde financeira de sua empresa.

 

Empreendedor, esperamos que essas dicas tenham ajudado a entender um pouco mais sobre a importância de ter um controle efetivo de suas finanças e que elas contribuam para o seu negócio.