O que é e como funciona o capital de giro

O montante varia de empresa para empresa, dependendo do tamanho e da área de atuação. Para calcular o valor que irá compor este capital de giro, ter o controle financeiro em dia é fundamental.
 
Prazo médio para pagamento
 
Como precisa cobrir todas as saídas de caixa até que o dinheiro retorne pelo consumidor, o que nem sempre é feito à vista, calcule o prazo médio das contas a pagar com fornecedores, a quantia que foi paga à vista e qual a porcentagem programada a prazo. Veja a porcentagem paga à vista ao fornecedor e os prazos estabelecidos para quitar o restante. Se for programado para 30 dias, neste caso a média do prazo de pagamento será de 15 dias.
 
Prazo médio para recebimento
 
Calcule também o prazo médio do recebimento por parte dos clientes, o tempo que leva para o dinheiro entrar no caixa. Uma condição especial para pagamentos à vista atrai o cliente, assim como parcelas para 30 ou 60 dias. Some os prazos para os pagamentos parcelados, neste caso a média será de 45 dias até o recebimento.
 
Custo fixo e variado do negócio
 
O tempo entre os 15 dias que você tem que cumprir com o fornecedor e os 45 para o recebimento dos clientes deve ser preenchido pelo capital de giro.
Calcule o custo fixo mensal do negócio, como aluguel, energia, água, internet, salários de funcionários, entre outros, e faça uma estimativa dos custos variáveis, como matéria-prima, impostos sobre produto, chegando a uma média diária de quanto seu negócio custa para ficar aberto. Ao multiplicá-lo por 30, você descobre o mínimo necessário de capital de giro.
Vale lembrar que o empresário deve prestar atenção no valor de estoque, que é a quantidade mínima de produtos que precisa ter até a próxima reposição do fornecedor.